Inteligência Artificial aplicada à Saúde

3 de junho de 2020

O salto fundamental para o avanço da humanidade

O que é Inteligência Artificial ?

Muito se fala sobre inteligência artificial no dia-a-dia, porém na prática poucos sabem o real significado por trás dessas palavras. A visão que as pessoas criam sobre inteligência artificial acaba vindo dos filmes de hollywood, que mostram robôs caminhando sobre a terra, trazendo algum tipo de apocalipse das máquinas ou com elas substituindo os humanos em todos os tipos de atividades. A verdade, porém, é bem diferente dessa.

Calma, ninguém vai vir do futuro procurando por você. Pelo menos não ainda.

A verdadeira missão da Inteligência Artificial é ser uma extensão das capacidades humanas e ser uma grande aliada da humanidade para enfrentar diversos problemas que não conseguimos resolver sozinhos ou resolvemos com muita dificuldade.

Pense no seguinte, nós como seres humanos, não conseguimos voar. Temos essa limitação natural. Porém, temos conhecimento, e com ele fomos capazes de criar o avião, que nos permitiu alcançar um objetivo que antes era uma limitação natural nossa, como espécie. O avião nesse caso, estendeu nossas capacidades, nos permitindo se deslocar de um lugar para o outro através dos céus.

Podemos compreender a aplicação de Inteligência Artificial da mesma forma. Uma ferramenta extremamente poderosa com potencial para estender as capacidades humanas e, em algumas situações, tornar possível algo que antes era naturalmente impossível para nós.

Por quê Inteligência Artificial ?

Repensar a forma de como tratar e diagnosticar pessoas é crucial para um futuro mais democrático. Pensar em como a inteligência artificial pode ajudar a cuidar das pessoas é algo que deve ser feito com bastante cautela, afinal, estamos falando de vidas humanas.

Imagine o seguinte cenário, temos dois pacientes, com um histórico de saúde similar e ambos estão acometidos de uma mesma doença que se encontra em estado grave.

Dois paciente acometidos de uma mesma doença. Um com tratamento particular e outro dependendo da saúde pública. Será que ambos recebem o mesmo tipo de atenção no tratamento?

Porém, ambos os paciente possuem planos de saúde diferentes e acesso a profissionais médicos da especialidade requisitada com qualificações diferentes. Ambos os casos são tratáveis, mas um paciente acaba falecendo e ou outro não, tudo isso por que um dos médicos estava mais atualizado com as condutas terapêuticas mais eficazes para o combate da doença em questão.

Embora isso seja apenas um cenário montado, situações similares ocorrem todos os dias no mundo real, principalmente quando levamos em consideração pessoas com acesso à planos de saúde particular versus pessoas com acesso à saúde pública.

Um realidade que devemos encarar, é a de que saúde de qualidade ainda é algo bastante restrito à população. Deveríamos ser negligentes com o diagnóstico e tratamento dessas pessoas simplemente porque elas não dispõem de uma condição financeira privilegiada? Lógico que não.

Imagine uma máquina que foi treinada através de milhares, talvez milhões de informações oriundas de vários médicos, e uma vez conectada à rede, seria capaz de sempre estar atualizada com o que há de mais avançado em qualquer área da medicina. Agora imagine várias dessas máquinas, em vários lugares do mundo, todas acessíveis a população, permitindo um acesso democrático a saúde. Você acha que isso é apenas um sonho? Na verdade, tudo isso pode ser alcançado com inteligência artificial.

Universidade de Kyoto, Fujitsu lança projeto de pesquisa para avançar medicina através do uso de AI

E o melhor, todos se beneficiam com isso. As pessoas tem acesso democrático a saúde, através de diagnósticos rápidos e precisos, bem como aos tratamentos. Médicos podem dedicar seu tempo a atividades mais nobres, como por exemplo pesquisar sobre a cura de novas doenças. E os planos de saúde acabam ganhando mais, pois dão mais vazão aos pacientes.

Como podemos utilizar Inteligência Artificial ?

Inteligência Artificial é um grande campo dentro da área de Computação, portanto, existem várias formas de aplicação dessa tecnologia na área de saúde. Uma de suas sub-áreas, se chama Visão Computacional, que permite entregar as máquinas a capacidade de ver, e intepretar tudo que ela consegue enxergar.

Uma das atuações da Pickcells, é utilizar Visão Computacional para automação de diagnósticos em análises clínicas. Nós utilizamos o que há de mais avançado em termos de técnicas de Inteligência Artificial. Nós utilizamos nosso microscópio automatizado para coleta de imagens e enviamos todas para nossa plataforma na nuvem, onde os módulos de inteligência artificial identificam, marcam e quantificam todos os objetos de interesse do diagnóstico.

Uma das versões do nosso microscópio automatizado

Através dessa automação, ajudamos diversos biomédicos que normalmente executam esse tipo de atividade desgastante de forma completamente manual. Além disso, permitimos que os laboratórios consigam dar vazão a um número muito maior de exames e que a pessoas consigam ter acesso a dignósticos rápidos e precisos. Além das frentes de parasitologia, a Pickcells também possui uma solução para contagem automática de ovos do mosquito Aedes Aegypti, atividade que até então era feita totalmente de modo manual e cansativa. Tivemos também a oportunidade de visitar o Malawi numa parceria internacional e propor uma solução para tablets Android que utiliza Inteligência Artificial para reconhecimento de emoções em crianças. Essas informações são correlacionadas com outros sensores ambientais para diagnosticar possíveis malefícios nas crianças. O maior objetivo da PickCells é utilizar a inteligência Artificial para democratizar o acesso a saúde, principalmente para pessoas de baixa renda.

E como vai ser a partir de agora?

As possibilidades de aplicação de Inteligência Artificial são praticamente ilimitadas. Desde de carros e drones autônomos, até as imensas aplicações de visão computacional na saúde, o futuro da inteligência artificial é extremamente promissor. Empresas do mundo já aceitaram isso, por isso altíssimos investimentos são feitos para desenvolver essas tecnologias.

Os benefícios da aplicação dessas tecnologias já se mostram inquestionáveis, mas como foi dito anteriormente, nem de longe o objetivo é substituir o ser humano. A inteligência artificial, através da automação, possibilitita que profissionais dediquem seus tempos para realizar atividades mais nobres, como pesquisa e desenvolvimente, enquanto a máquina fica com a responsabilidade da atividade mecânica e repetitiva. Precisamos portanto, utilizar essa tecnologia como uma poderosa aliada e com isso construir um futuro extremamente promissor para todos nós.

Os comentários estão desativados.